sábado, 11 de junho de 2016

A Noite Escura da Alma.


 O termo "A noite escura da alma" surgiu inicialmente de um poema escrito no século XVI por São João da Cruz, um místico cristão e poeta espanhol.
Nesta obra ele aborda as dores do crescimento espiritual que uma pessoa pode vir a ter em sua busca de união com o Divino.
Ainda hoje citado na tradição cristã, um exemplo bíblico é o Rei Davi passando por uma série crise e angustiado diante de Deus, e ainda assim, isso não é condenado nem mencionado como falta de fé.

Hoje em dia é um termo usado dentro das mais variadas crenças e tradições, simbolizando da mesma forma, períodos das mais diversas dificuldades dentro da crença e espiritualidade pessoal de cada um. Os nativos norte-americanos consideram a Noite Escura da Alma como um rito de passagem, que fortalece a natureza guerreira do Ser, pois é necessário muita coragem e força para conquistar a vitória sobre essa fase tão difícil.
É dito que é a fase da dissolução do próprio ego, sendo esse o motivo de tamanha dor e sofrimento, é como um grandioso vale de escuridão em que se tem de atravessar para encontrar a luz verdadeira, e finalmente poder ver sem o véu da ilusão.

A Noite Escura da Alma pode ser desencadeada por diversos fatores na vida de uma pessoa, uma decepção, uma doença, uma perda, um abandono, entre outros. Esse acontecimento pode ser o gatilho que faltava para impulsionar esse poderoso despertar, e assim se inicia o caminho dentro dessa escuridão.
Não existe um tempo certo de duração, podendo durar de meses a anos, tudo depende de como se age diante dessa situação.

Alguns pontos em comum que se tem observado em quem está passando por essa fase são:

Sentimento de perda de conexão com o Divino ou Universo: Geralmente é uma pessoa bastante espiritualizada, com bastante conhecimento ou práticas dentro de sua religião/tradição/crenças, e em um determinado momento se vê desconectada de tudo, de alguma forma não sente mais a presença de sua divindade, as energias, guias, e nem respostas a suas orações, magias, meditações.

Sentimento de dúvida: A pessoa sente dúvida sobre o caminho que percorreu até o momento e passa a questionar tudo, sua divindade, suas práticas e sua própria vida. Tudo parece incerto e não é capaz de entender o que está acontecendo.

Sentimento de solidão: São tantos pensamentos e sentimentos confusos, que a pessoa sente que ninguém é capaz de compreende-la, se sente deslocada, sem lugar no mundo, e se sente abandonada pelo próprio Universo.

Desânimo e sensibilidade: Pouca energia, cansaço, e muitas vezes crises depressivas, falta de paciência e raiva. Em certos momentos pode questionar sua própria sanidade, pode sentir que está enlouquecendo.

Os sintomas podem variar entre esses e muitos outros, afinal é algo pessoal de cada um.

A Noite escura da alma é um salto, uma evolução de consciência, uma benção. Para aqueles que a atravessam com sucesso, é perceptível um antes e um depois de si mesmo, um renascimento, uma consciência muito mais expandida. 

Até mais!

2 comentários:

  1. A cada texto teu sinto vontade de te chamar para conversar e trocar informações. Mas eu já sou meio chatolina, então aguardo o momento oportuno.

    Eu me vejo no meio desta Noite há algum tempo. Só ouço uma voz que diz "siga, siga em frente!". Pretendo dar ouvidos a ela.

    Ansiosa pela segunda parte \o/

    Luz e carinho.

    ResponderExcluir
  2. Nina <3
    Eu adoro conversar com você, fique a vontade pra me chamar sempre que quiser!

    Ainda estou "emperrada" escrevendo a segunda parte. É difícil falar sobre isso, até porque acredito estar no final desse período mas ainda não completamente livre.

    Obrigada pelo carinho sempre. <3

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...